TEXTO
TEXTO
+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

Acadêmicos do curso de Direito da Faculdade Cesmac do Sertão realizaram visita supervisionada ao Presídio do Agreste

Atividade integra calendário de ações e tem a finalidade de aproximar os discentes da realidade prática

29/11/2022 às 10h13

A visita faz parte do calendário de atividades desenvolvidas pela Instituição de Ensino Superior Cesmac do Sertão, com a finalidade de aproximar os discentes da realidade prática. Sob a supervisão do professor de Direito Penal, Jucelio Ferreira da Silva, que julga necessário “estreitar os laços” entre as Instituições Jurídicas e afins, e a Instituição de Ensino. Para que o processo aconteça existe todo um protocolo a ser seguido desde a solicitação até a realização da visita. Tudo devidamente autorizado e acompanhado pela Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social de Alagoas, por meio da Chefia Especial de Unidades Penitenciárias – CEUP, que prontamente atenderem a solicitação encaminhada pelo professor responsável.
Assim, devidamente orientados, em dias alternados, as turmas do 6º e 7º períodos do Cesmac Sertão puderam adentrar ao Presídio do Agreste e conhecer desde a estrutura física, bem como a devida aplicação da Lei de Execuções Penais – LEP. “Fomos conduzidos pelos Chefes de Platão, que além de garantir a segurança de todos, ofertaram, com muita maestria, uma verdadeira aula acerca da pena e sua aplicabilidade”, afirmou o professor Jucelio Ferreira.
A experiência foi enriquecedora e necessária para a formação dos discentes que puderam visualizar e conhecer o funcionamento do sistema prisional, a Lei de Execuções Penais – LEP (in loco), além da correta aplicação do direito, enquanto garantia constitucional do nosso ordenamento jurídico, em face do apenado. Os alunos ficaram empolgados com a realização da atividade prática. “Professor, somos muito gratos pela sua preocupação e empenho diário em nossa caminhada acadêmica. Cada conhecimento é crucial em nossa formação como futuros operadores do direito e, mais que isso, em pessoas com consciência social da realidade a qual estamos inseridos.” Acrescentou a aluna do 7º período Maria Fernanda Amorim, em agradecimento ao professor supervisor.
“A visita supervisionada é a oportunidade de associar a teoria estudada em sala, com a aplicação prática, é aproximar os discentes dos ambientes institucionais que lidam com o direito e assim garantir aos pupilos uma sólida formação acadêmica para a vida profissional”, finaliza Ferreira.