TEXTO
TEXTO
+ -

Olá, seja bem vindo!

Esqueceu a senha? Clique aqui.

Baixe o nosso app:

Faculdade Cesmac do Sertão promove ações com destaque para o “Agosto Lilás”

Palestras, debates, divulgação de aplicativo, entre outras ações integram a Campanha que trata sobre o enfrentamento à violência contra a mulher

26/08/2022 às 13h51

A Faculdade Cesmac do Sertão está com uma programação vasta de ações e atividades sobre a campanha “Agosto Lilás”, mês de enfrentamento à violência contra a mulher. A temática foi trabalhada desde o início disponibilizando materiais de divulgação sobre o tema nas redes sociais e canais de comunicação, informando à comunidade acadêmica e do entorno da unidade sobre violências tipificadas dentro da Lei Maria da Penha, quem são os sujeitos ativos (agressores) e quais medidas podem ser tomadas. O primeiro evento contou com a participação dos núcleos e turmas do curso de Enfermagem com Roda de Conversa sobre “Violência Contra Mulher: Todos devem meter a colher”.
A atividade aconteceu no auditório, com as professoras do curso de Direito, Olívia Monteiro e a Patrícia Rocha, e a psicóloga responsável pelo Núcleo de Acessibilidade e Apoio Psicopedagógico (NAAP), Profa. Maria de Fátima Pimentel. Teve ainda Prof. Hugo Bittencourt, que abordou a visão masculina sobre a temática. A divulgação do Aplicativo desenvolvido pela Liga Acadêmica de Direito Digital foi mais uma ação importante, além da atividade desenvolvida pela Liga Acadêmica de Saúde da Mulher (LASMEO). Na terça (23), aconteceu a palestra com o tema: “Violência Contra Mulher”, direcionada para a Comunidade Escolar Escola Municipal Dr. Gerson Jatobá, envolvendo NAAP, Núcleo de Projetos de Extensão (NPE), Programa Semente de Iniciação Científica (PSIC), Ligas Acadêmicas, e ainda Núcleo Acadêmico Afro e Indígena e Direitos Humanos (NAFRI/DH). Na quinta (25), a Comunidade Indígena Mata da Cafurna também recebeu a palestra com o tema: “Violência Contra Mulher”.
A iniciativa foi desenvolvida pelos núcleos do Cesmac Sertão, com o projeto Agosto Lilás, que tem o objetivo de sensibilizar os acadêmicos e a comunidade para o enfrentamento à violência contra as mulheres; dar visibilidade ao tema; ampliar os conhecimentos sobre os dispositivos legais existentes para a proteção dos direitos da mulher; informar a sociedade sobre como auxiliar as vítimas; e ainda incentivar todo o público para que sejam multiplicadores dos conhecimentos adquiridos durante as palestras.